Tradutor

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
DEVIDO AO HISTÓRICO MANIFESTO NACIONAL DE 17/06/2013
O BLOG "WIKILEAKSAPOIO" VOLTARÁ COM AS POSTAGENS DIÁRIAS, VOLTADAS PRINCIPALMENTE PARA OS ATUAIS MANIFESTOS NO BRASIL E NOS PAÍSES QUE ESTÃO APOIANDO A CAUSA DA NAÇÃO BRASILEIRA!!!

#OGIGANTEACORDOU

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Quem é Julian Assange? (Parte 1)

Principal responsável pela divulgação de centenas de milhares de documentos sigilosos, o criador do site WikiLeaks, Julian Assange, tenta manter discrição sobre sua vida, troca de telefone com freqüência, evita cartões de crédito e costuma dar nomes falsos em hotéis.

O pouco que se sabe sobre ele está num longo perfil publicado pelo jornalista Raffi Khatchadourian para a revista americana “New Yorker” em junho, antes de Assange se tornar um dos principais inimigos dos EUA e uma espécie de pop star para internautas e anti-americanos.

Segundo a reportagem, Julian Paul Assange nasceu em 1971 em Townsville, no nordeste da Austrália. O mais provável, no entanto, é que ele tenha nascido em trânsito, já que os pais dirigiam uma companhia de teatro itinerante.

A mãe viveria depois com um músico, com quem teve um segundo filho. Com medo de perder a guarda do filho mais novo, após a separação, ela viveu como nômade com os dois filhos.

Foram cerca de 36 mudanças até os 14 anos de Assange e por conta disso –e também pela crença da mãe de que o estudo formal tornaria os filhos subservientes à autoridade- eles não tiveram um ensino formal.

“Eu gastava o máximo de tempo que podia em bibliotecas indo de um assunto a outro, lendo atentamente todos os livros que eu achava em citações”, contou Assange à revista.
Aos 16 anos, Assange tinha um modem e seu computador foi transformado em um portal. Ainda não existiam websites, mas as redes de computadores e sistemas de telecomunicações estavam suficientemente ligadas para formar uma rede que alguém com grande conhecimento técnico conseguiria invadir.

FONTE: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...