Tradutor

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
DEVIDO AO HISTÓRICO MANIFESTO NACIONAL DE 17/06/2013
O BLOG "WIKILEAKSAPOIO" VOLTARÁ COM AS POSTAGENS DIÁRIAS, VOLTADAS PRINCIPALMENTE PARA OS ATUAIS MANIFESTOS NO BRASIL E NOS PAÍSES QUE ESTÃO APOIANDO A CAUSA DA NAÇÃO BRASILEIRA!!!

#OGIGANTEACORDOU

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Dirceu duvidou de recuperação de Lula após mensalão, revela WikiLeaks

Dirceu rebateu os comentários contidos nos telegramas norte-americanos
Dirceu rebateu os comentários contidos nos telegramas norte-americanos 

O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, acreditou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não conseguiria se recuperar da crise causada pelo escândalo do mensalão, e que não conseguiria se reeleger em 2006. As informações constam de telegramas enviados por diplomatas norte-americanos a Washington e obtidos pelo site WikiLeaks. A publicação do teor dos documentos foi feita na edição desta segunda-feira do jornal “Folha de S. Paulo”.


Dirceu teria feito as declarações em 2005, no auge do escândalo do mensalão e logo após deixar a Casa Civil. Ele teria dito a um amigo americano que Lula dificilmente seria reeleito nas eleições de 2006 e afirmou que ele poderia até mesmo desistir de concorrer a um novo mandato se ficasse "deprimido".

De acordo com um despacho diplomático americano obtido pela organização WikiLeaks, Dirceu considerava mais provável uma vitória da oposição em 2006 e previu que o candidato do PSDB à Presidência seria o então prefeito de São Paulo, José Serra.

Como se sabe, as previsões não se concretizaram. O candidato da oposição acabou sendo Geraldo Alckmin, animado pelos bons índices de aprovação à frente do governo do Estado de São Paulo. Lula acabou concorrendo e venceu as eleições com relativa facilidade.

Caixa dois

Os documentos obtidos pelo WikiLeaks incluem relatos de duas conversas entre Dirceu e um assessor especial do Departamento de Estado dos EUA, William Perry. Os diálogos ocorreram com Dirceu fora do governo. 

Em um destes diálogos, segundo os telegramas, o americano pediu uma opinião a Dirceu sobre a necessidade de uma reforma política no país. O então deputado federal criticou o modelo de financiamento dos partidos.

"Dirceu admitiu que habitualmente gastou o dobro do que declarou em suas campanhas e que todos os políticos brasileiros empregam algum tipo de caixa dois”. 

Outro lado

Em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo”, Dirceu contestou as declarações. Dizem que suas opiniões foram distorcidas e que os telegramas omitem críticas que ele diz ter feito à política externa dos Estados Unidos.

"Isso aí é a versão deles para o que eu falei, mas não é exatamente o que eu penso. Quem escreve esses telegramas às vezes quer mostrar serviço e não registra o que não interessa para eles."

Dirceu respondeu com risos ao telegrama que relata a conversa sobre o uso de caixa dois em suas campanhas. 

Fonte: eBand

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...